6 de novembro de 2018 Curso do Zikalab acontece no RN
Por Ascom Cosems-RN

Ao longo de três dias o Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte sedia o curso do Zikalab, uma iniciativa da Johnson & Johnson e do Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS) em parceria com o Ministério da Saúde e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), que busca suprir uma demanda urgente de informação e capacitação dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente da emergência em saúde causada pelo vírus Zika.

O projeto tem o objetivo de cuidar da população mais vulnerável ao vírus Zika: gestantes, mães e bebês nas regiões mais atingidas pela doença no Brasil. Nesta primeira fase da capacitação, os encontros acontecem entre os dias 05 e 07 de novembro. As atividades de campo serão realizadas entre os dias 08 e 22 deste mês. Já a capacitação da segunda turma acontecerá no fim de novembro. Ambas as turmas serão encerradas no próximo dia 10 de dezembro.

“A IPADS entrou em contato com o Ministério da Saúde e Conasems para levantar os municípios que participariam deste curso, levando em consideração a alta infestação do Zika Vírus nestes”, destacou a psicóloga Raianne Bezerra, integrante do apoio técnico da equipe instrutora do curso no RN, que também frisou o esforço realizado pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Norte (Cosems-RN) em acionar os secretários e levantar os dados municipais necessários para a formação do público-alvo capacitado por esta iniciativa.

MÓDULOS

O curso Zikalab foi dividido em seis módulos e capacitará em torno de 100 alunos vindos de vários municípios potiguares. Os módulos 1 e 6 “Gestão em saúde e intersetorialidade” e “Atividade de dispersão” são ministrados pela odontóloga Aldenísia Albuquerque; o módulo 2 “Epidemiologia e prevenção à exposição ao Zika” pela enfermeira Chyrly de Moura; os módulos 3 e 4 “Diagnóstico precoce e vigilância do Zika Vírus no Brasil” e “Investigação e acompanhamento da criança com infecção congênita por Vírus Zika” pelo médico Francisco de Assis Castro; e o módulo 5 “Estimulação precoce/intervenção precoce” pelo fisioterapeuta Gentil Filho.