14 de março de 2019 Mossoró inicia elaboração do Plano Municipal de Saúde
Por Ascom Cosems-RN

 

A Secretaria de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde estão realizando, ao longo deste mês, 15 pré-conferências que antecedem a 8ª Conferência Municipal de Saúde, que vai ser realizada em Mossoró nos dias 9, 10 e 11 de abril. A Conferência de Saúde tem como objetivo final a elaboração do Plano Municipal de Saúde para os próximos quatro anos. As pré-conferências estão ouvindo e dando voz a todos os segmentos representativos da sociedade para participarem do processo de construção de propostas que visa melhorias do Sistema Único de Saúde (SUS).

As propostas das pré-conferências serão apresentadas durante os dias da Conferência Municipal de Saúde. Após discussão, reflexão e participação dos diversos setores representativos da sociedade será elaborado um projeto do Plano Municipal de Saúde. No plano, contém todas as diretrizes que devem nortear a saúde do município pelos próximos quatro anos.

A primeira pré-conferência ocorreu na manhã desta quarta-feira (13), na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), envolvendo estudantes, movimento comunitário e estudantil. Outras 14 serão realizadas tendo a participação de usuários, sindicatos rurais e urbanos, igrejas, gestores municipais e estaduais, universidades públicas, conselhos de classes, prestadores, pessoas com deficiência e organizações sem fins lucrativos.

 

Os delegados são escolhidos ao longo da realização das pré-conferências e representarão os setores da sociedade. As vagas são distribuídas da seguinte forma: 30 vagas movimentos comunitários; 10 vagas movimentos de igrejas; 10 vagas sindicatos urbanos; 10 vagas sindicatos rurais; 10 vagas clubes de serviços; 10 vagas pessoas com deficiência; 10 vagas ONGs; 10 vagas Universidades; 50 vagas trabalhadores de saúde; 34 vagas gestores públicos Municipais e Estaduais; 16 vagas gestores privados.

As Conferências de Saúde têm relevância no âmbito do país porque fortalecem o processo democrático de participação da população em defesa do Sistema Único de Saúde.

IMPRENSA SMS MOSSORÓ