14 de novembro de 2019 NATAL: Maternidade Araken Pinto oferece teste da orelhinha para a população
Por Ascom Cosems-RN

Cinco por cento da população brasileira sofre com algum tipo de deficiência auditiva, segundo dados coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o objetivo de proporcionar os cuidados desde cedo, a maternidade Dr. Araken Irerê Pinto oferece o teste da orelhinha para os recém-nascidos.

“O teste da orelinha é um exame de triagem, cientificamente chamado de Emissões Otoacústicas. Sua função é prevenir a perda auditiva precocemente, então avaliamos o bebê antes que ele saia da maternidade.”, esclarece Heber Ramalho, uma das fonoaudiólogas responsáveis pelos testes realizados na Maternidade.

Apesar da denominação, o exame é uma técnica bastante sutil e não depende de uma resposta do recém-nascido, que deve estar dormindo no período de realização. “Usamos um equipamento, no qual existe uma sonda e uma ponteira, que é colocado no ouvidinho do bebê. Através dessa sonda, o estímulo é transmitido do aparelho até a cóclea (órgão responsável pela audição), e a gente consegue monitorar no equipamento se o exame está dando certo ou não.”, explica a fonoaudióloga.

Heber ressalta a característica preventiva do teste, que deve ser feito ainda no primeiro trimestre de nascimento, para que o tratamento seja iniciado no máximo até os seis meses de idade. “Existem prazos para o desenvolvimento da linguagem. Precisamos fechar o diagnóstico até os três meses de idade (se realmente existir problemas de audição), porque com seis meses ele já precisa está habilitado, seja com implante, seja com o aparelho auditivo.”, finaliza.

As crianças nascidas na Maternidade Dr. Araken Irerê Pinto já são liberadas com o teste da orelhinha feito por uma das fonoaudiólogas residentes no local, mas para a população em geral o atendimento externo do exame é de demanda livre. Os interessados devem procurar a recepção do local ou entrar em contato pelo telefone (84) 3232-8431 e marcar um horário, que pode ser de segunda a sexta-feira, das 13h às 14 horas. Para o atendimento, é necessário comparecer ao local portando documentos como cartão do SUS, cartão de vacina da criança e o cartão pré-natal da mãe.

IMPRENSA SMS